Fazenda Jerivá: tecnologia e autonomia para o crescimento da propriedade.

Entrevistamos o proprietário João Benko para saber um pouco mais da história da Fazenda Jerivá que está sediada no município de Abadiânia-GO. Tudo iniciou em 1980 e contava apenas com uma moradia para um casal que desejava viver dos frutos que a terra gerava. O que era um local de produção de mudas frutíferas e ornamentais foi diversificando e com isso veio o plantio de tomate para a uma indústria próxima a fazenda. Iniciava a partir de então a produção em escala maior e a experiência de receita recorrente. 

A ideia da verticalização do negócio surgiu muito antes da Fazenda Jerivá existir. O comércio de venda de lanches e plantas ornamentais na rodovia BR 060 que liga Brasília-DF a Goiânia-DF, foi um dos primeiros passos do modelo de negócio atual, a produção dos alimentos que são comercializados em seus restaurantes.





A produção leiteira foi um marco para a fazenda, pois era uma matéria-prima diferenciada e que gerava produtos com sabores marcantes para os clientes. A dieta com mais volumoso junto com o bem-estar animal gerava bons resultados para todos. 
A Jerivá é uma empresa bem-informada sobre as tecnologias que trazem autonomia e automação para os processos complexos, e por este motivo decidiu adotar o sistema de monitoramento da Cowmed.
Ao ser questionado sobre os serviços oferecidos por nossa empresa, João contou: “A Cowmed entrou no Jerivá em julho de 2021. Ao entrarmos em contato, a equipe foi rápida nas respostas e no atendimento local. Mostraram conhecimento técnico excelente de tecnologia e de manejo.”



O desafio a ser superado com a aquisição das coleiras de monitoramento era aumentar a taxa de serviço e melhorar a identificação do cio. João relata que a tecnologia atendeu de imediato a demanda e trouxe novas e importantes informações sobre o seu rebanho. “Dizemos que a Cowmed abriu nossos olhos, mostrou nossos pontos fracos e com isso nos estimulou a crescer com segurança. Dobramos a quantidade de monitoramento logo no primeiro mês e já estamos caminhando para 100% do rebanho monitorado.”
Ao ser questionado sobre o diferencial no seu dia a dia após a utilização do sistema, João afirma: “Hoje podemos avaliar individualmente os animais e ao mesmo tempo o grupo. Os relatórios da coleira geram informações que não tínhamos e que agora nos ajudam a tomar decisões mais acertadas. Temos um outro olhar de nosso rebanho graças ao monitoramento. É bem provável que não iremos ficar sem essa tecnologia daqui para frente.”
A melhora nos resultados esperados por João e família na sua propriedade foi bastante visível. “A taxa de serviço melhora muito rápido. Algumas decisões de melhorias de manejo vieram das informações geradas pela coleira e pelo software. A evolução é constante pois o monitoramento é 24/7 e, portanto, agora não iremos parar de melhorar pois cada animal está nos dizendo o que precisa para produzir mais.”