7 estratégias para aumentar a taxa de prenhez da sua fazenda.

O aumento da taxa de prenhez é de grande importância para todo produtor de leite pois através dela conseguimos monitorar o desempenho reprodutivo e, consequentemente, ter um aumento na produção.  


Para calcular esta taxa devemos calcular primeiramente a taxa de serviço, que é a porcentagem de vacas inseminadas em relação as vacas aptas a reprodução, ela irá informar a eficiência da inseminação na sua propriedade. Outro parâmetro a ser avaliado é a taxa de concepção, que resulta na porcentagem de vacas gestantes em relação ao total de vacas que foram inseminadas. Ela irá representar a acurácia do processo de inseminação da fazenda. E é através destes resultados que conseguimos calcular a taxa de prenhez que representa o número de vacas prenhez do rebanho em relação ao número de vacas aptas em um intervalo de 21 dias. 


A Cowmed sabe que a taxa de prenhez tem extrema importância e está diretamente relacionada com a rentabilidade da fazenda, devido a sua eficácia em monitorar o desempenho reprodutivo das vacas. Sendo assim, vamos contar 7 estratégias que irão auxiliar você, produtor rural, a melhorar a taxa de prenhez do seu rebanho. Seguindo estas estratégias você poderá fazer a diferença na reprodução e produção da sua propriedade.

 


1. Novilhas com trato reprodutivo desenvolvido. 


Para realizar o primeiro serviço as novilhas devem atingir a puberdade e apresentar trato reprodutivo totalmente desenvolvido. Caso não estejam desenvolvidas, ao inseminar ou acasalar podemos comprometer as altas taxas de concepção que são esperadas nesta categoria. 


2. Respeitar o período de espera voluntário (PEV). 


Este período pode variar de acordo com a raça, grau de sangue, época do ano, ordem de parto e doenças puerperais. Varia de 45 a 60 dias, podendo ter intervalos mais curtos de 30 dias ou mais longos de 90 dias, isto deve ser combinado em conjunto com o técnico que acompanha a fazenda de acordo com a estratégia adotada. É de grande importância que este período seja respeitado, mesmo com a ocorrência de cio antecipado, pois é neste momento que ocorre a recuperação do sistema reprodutivo. 


 


3. Detectar corretamente o cio. 


Ter eficácia na detecção de cio é fundamental, visto que este pode ser o fator mais limitante para o desempenho reprodutivo do seu rebanho. Hoje em dia existem ferramentas para auxiliar nesta tomada de decisão. Através da avaliação do comportamento das suas vacas e sinais de cio. 


4. Contar com ótimos inseminadores. 


O inseminador é de extrema importância quando estamos falando dos resultados da taxa de concepção e serviço. Pense sempre em investir na capacitação da mão de obra para o sucesso do seu rebanho e para a valorização do seu funcionário. Saber observar cio, executar uma inseminação da forma correta, saber o momento mais adequado, manter a higiene pessoal, dos materiais e animais é primordial. 


5. Utilizar sêmen de qualidade. 


Deve-se primar por um sêmen de qualidade, já que o mesmo é responsável por 50% do sucesso de uma gestação. O armazenamento e descongelamento devem ser feitos da forma mais correta possível, e em caso de monta natural cuidar da sanidade e fertilidade dos touros. 


6. Redução de intervalos de parto. 


O período de serviço determina o intervalo de parto e é uma fase muito importante pois reflete na fertilidade do rebanho. A redução do intervalo de parto gera como resultado um aumento significativo da produção por vaca dia. Segundo a Fundação Rodge, a cada 30 dias a menos no intervalo entre partos a produção de leite pode aumentar até 8%. 


7. Bem-estar animal é fundamental. 


Os lugares estressantes, estresse térmico, alta lotação e a baixa disponibilidade de água podem afetar diretamente a fase inicial da gestação das vacas levanto a uma alta taxa de mortalidade embrionária. Não devemos descuidar também da sanidade do animal, qualquer doença grave pode levar a abortos e a repetição de cio. 


Estas estratégias podem ser resolvidas com um manejo diferenciado e bem realizado. Mas também pode-se contar com auxílio de tecnologias para facilitar, já que o dia a dia do produtor de leite não é nada fácil. Se o seu objetivo é ter uma maior lucratividade na sua produção, você deve estar sempre atento a sua taxa de prenhez. Aumentando a taxa de prenhez terá como resultado um maior número de vacas gestantes e uma queda nos dias improdutivos, com menores chances de descarte de animais. 


Com o sistema de monitoramento da Cowmed você poderá saber quando seu animal está em cio e o melhor horário para inseminação. Também pode registrar o inseminador e qual sêmen utilizado levantando a eficácia das inseminações e qualidade do sêmen utilizado. Você pode registrar o período de espera voluntário (PEV) esperado por sua propriedade e acompanhar os resultados e status do seu animal. Tudo isso e muito mais, na palma da sua mão. 


Quer saber mais sobre como a Cowmed pode te auxiliar nesta e em diversas outras estratégias para melhorar o desempenho e rentabilidade da sua propriedade? Clique no botão do Whatsapp e saiba mais.